BUSCAR

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Morre senador mineiro e ex. governador do Maranhão



O senador Eliseu Resende (DEM-MG) morreu neste domingo (2), aos 81 anos, em São Paulo. Ele tratava um tumor no intestino e estava internado desde o dia 30 de novembro no Instituto do Coração (Incor), em São Paulo.

Ele descobriu o tumor quando foi internado para fazer um check-up. Passou por duas cirurgias, nos dias 8 e 24 de dezembro. No sábado (1º), apresentou insuficiência renal.

Segundo a assessoria do senador, Eliseu Resende morreu às 20h. O velório esta acontecendo na Assembleia Legislativa de Minas Gerais.

Engenheiro civil nascido em Oliveira (MG), Resende foi diretor-geral do Departamento Nacional de Estradas e Rodagens (DNER) de 1967 a 1974, ministro dos Transportes no governo de João Figueiredo, de 1979 a 1982, e assumiu o Ministério da Fazenda no governo Itamar Franco. Também presidiu Furnas e Eletrobras. Foi eleito deputado federal em 1994, 1998 e 2002. Em 2006, elegeu-se senador.

Resende foi eleito em 2006 com mais de 4 milhões de votos para um mandato de oito anos, como cumpriu quatro, em seu lugar assumi o ex. vice-governador de Minas Gerais, Clésio Soares de Andrade do PR, com isso, o DEM que saiu muito ruim das urnas nas eleições de 2010, ficará apenas com cinco senadores ao lado do PTB e do PP, com cinco senadores cada a partir de 01 de fevereiro.



No Maranhão quem faleceu foi o ex-governador  Ribamar Fiquene (PMDB), Ribamar  morreu no começo da noite deste domingo (2) no Hospital  UDI, em São Luís, onde estava internado desde o dia 31 de dezembro. Segundo a assessoria de imprensa do hospital, a causa da morte foi uma parada cardiorrespiratória, às 19h20.

Fiquene foi governador do estado em 1994, quando assumiu o cargo no lugar do então governador Edison Lobão (PMDB), que deixou o governo para concorrer ao Senado. Fiquene foi governador no período entre 2 de abril de 1994 e 1º de janeiro de 1995.

O ex-governador foi senador pelo Maranhão por três mandatos, quando assumiu como suplente de Edison  Lobão. O velório foi realizado na Assembleia Legislativa do estado e o enterro aconteceu na manhã desta segunda-feira (3), no cemitério Jardim da Paz, em São Luís.

Nenhum comentário: