BUSCAR

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

SEC paga diferença de salário a professores promovidos na carreira

Os 3.516 professores da rede pública estadual, que foram promovidos na carreira decorrente do processo de Avaliação de Desempenho Docente, recebem o pagamento nesta quinta-feira (13), incluído em folha especial. Os valores referentes à promoção profissional serão retroativos a maio de 2010 e representam um aumento de até 15% no seu salário.

O investimento do Governo é de R$ 14,5 milhões. “Além da promoção na carreira, a avaliação apresenta um diagnóstico da rede pública estadual e vai possibilitar as diretrizes para elaboração de políticas públicas voltadas para a formação do professor”, assegura a superintendente de Recursos Humanos da Secretaria da Educação do Estado (SEC), Cláudia Cruz.

Os valores variam de acordo com o grau de formação de cada profissional. Um professor titulado em licenciatura plena, com carga horária de 40h, de nível II, que recebia R$ 2.039, passará ao nível III, com um salário de R$ 2.335,32, o que significa um aumento de 14,53%.

Plano de Carreira

Já um professor com pós-graduação e idêntica carga horária, de nível II, que recebia R$ 2.433,46, muda para o cargo III com uma remuneração de R$ 2.779,00, um acréscimo salarial de 14,19%.

Para a professora de Química, Líbia Andrade Santos, do Colégio Estadual de Ipiaú, a Avaliação de Desempenho Docente é uma importante forma de reconhecimento profissional. “Foi muito bom ter sido promovida. A Secretaria oferece a gratificação, mas, mesmo se não tivesse, eu teria feito a prova porque acho essencial não só para o professor, mas também para os alunos, que vão se beneficiar com um docente que busca se qualificar”, afirma.

Cada participante pode ter acesso ao seu relatório de desempenho individual no site do Cespe/UNB, instituição responsável pela aplicação da avaliação de desempenho de professores da rede estadual.

O processo de avaliação faz parte do Plano de Carreira do Professor, instituído pela Lei nº 10963/2008, que estabelece duas formas de progressão: o avanço vertical automático, de acordo com a titulação, a partir da licenciatura plena até o doutorado, e a progressão opcional, decorrente da avaliação de desempenho. Fonte: AGECOM BAHIA

Nenhum comentário: