BUSCAR

domingo, 20 de fevereiro de 2011

Governador e ministro da Saúde entregam mais 34 ambulâncias do Samu

Foto: Manu Dias/AGECOM

Uma maratona a favor da saúde foi realizada, nesta sexta-feira (18), em Salvador, pelo ministro da Saúde Alexandre Padilha, resultado de uma série de visitas a 16 estados brasileiros. A agenda incluiu diversas atividades, entre elas, um evento de sensibilização de gestores municipais, na Reitoria da Universidade Federal da Bahia (Ufba), conhecido como ‘Caravana da Dengue’, do qual participaram prefeitos e secretários municipais. Pela primeira vez na Bahia, a campanha tem como objetivo diminuir o risco de epidemia.

O ministro questionou em que medida as unidades básicas de saúde, pronto-socorros e leitos hospitalares dos estados estão preparados caso ocorra uma epidemia. “Aqui, identificamos que a rede de atendimento público do estado é referência nacional. Até porque já foram enfrentadas situações de epidemia, inclusive com a utilização de tecnologias que viraram modelo, como a sala de hidratação e a organização do fluxo de internação se necessário”.

Acompanhado do governador Jaques Wagner e do secretário da Saúde, Jorge Solla, depois de entregar mais 34 ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu-192), Padilha disse que antes dos encontros são enviadas, a cada território, equipes responsáveis por realizar diagnósticos das ações de vigilância, de mobilização e de combate ao mosquito, e, sobretudo, uma verificação da rede de atenção do estado.

Durante o evento, o ministro assinou portarias que habilitam os municípios de Itanhém, Mucuri e Nova Viçosa a receberem uma quantidade referente às unidades de suporte básico do Samu-192, e Ibotirama referente às unidades de suporte avançado e básico, totalizando R$ 930 mil anuais. Padilha também inaugurou a Universidade Aberta do Sistema Único de Saúde (Unasus-BA), na Federação, e uma Farmácia Popular, no Canela.

Redução da dengue
Neste ano, até a semana epidemiológica realizada no dia 5 deste mês, foram notificados 3.569 casos de dengue na Bahia. No mesmo período de 2010, foram contabilizados 4.332 casos, o que representa uma redução de 17,6%. Até o momento, 191 municípios notificaram a doença por intermédio do Sistema de Informação da Vigilância Epidemiológica. Quanto às formas mais graves houve notificação de 29 casos, com confirmação de oito em seis municípios.

Segundo Solla, nos últimos anos, a Sesab tem ampliado as parcerias com as prefeituras para aumentar a quantidade de agentes de endemias. "No ano passado fizemos a seleção de novos agentes em 80 municípios e distribuímos mais de 250 mil capas para proteger reservatórios de água". O secretário anunciou que, no mês de abril, a organização social Moscamed Brasil iniciará os testes de campo para esterilizar os mosquitos (Aedes aegypti), evitando sua reprodução.

No evento da Reitoria, o governador Wagner ressaltou a evolução da saúde no estado, enfatizando que antes de 2007 o sistema de urgência tinha uma de cobertura de pouco mais de dois milhões de pessoas e, em quatro anos, saltou para mais de sete milhões. “A maior arma contra a doença é a consciência coletiva. Óbvio que vamos trabalhar com limpeza de canais, saneamento. Seja na doação de órgãos, de bolsas de sangue e no combate ao mosquito é algo que depende de um abraço de todos”.

Jaques Wagner aproveitou a presença do ministro para dizer que é amplamente favorável à criação de uma contribuição específica para o financiamento da área de saúde. “Temos um déficit na saúde do País e essa perda precisa ser reposta. Considero razoável essa contribuição para aqueles que podem reforçar o sistema de saúde, beneficiando as pessoas que não podem pagar”.
Farmácia Popular no Canela
Na agenda do ministro estava ainda a inauguração da Farmácia Popular, que funcionará também como farmácia-escola da Ufba, localizada na Rua João das Botas (Canela), próxima à Reitoria. Segundo Jorge Solla, a parceria Ministério, Estado e Ufba se traduz na ampliação do acesso da população à medicamentos e na qualificação profissional. “A Bahia é o segundo estado em números de farmácias popular e primeiro em número por habitantes. São 64 unidades públicas, além da rede de farmácias credenciadas no Programa Aqui tem Farmácia Popular”, destacou o secretário estadual.

O ministro Alexandre Padilha afirmou que a presidente da república, Dilma Rousseff, estabeleceu o programa ‘Saúde Não tem Preço’ como seu primeiro compromisso de governo. “O projeto garante, não só na rede própria da farmácia popular, mas nas farmácias privadas credenciadas no ‘Aqui tem Farmácia Popular’, a distribuição gratuita de medicamentos para hipertensão e diabetes. Basta apresentar um documento com foto e CPF”.

Universidade de Saúde é inaugurada na Federação

Com investimento no valor global de R$ 18 milhões, a Universidade Aberta do Sistema Único de Saúde (Unasus-BA), inaugurada na Avenida Cardeal da Silva, no bairro da Federação, realizará ações de habilitação profissional de servidores da Saúde, formação, atualização, aperfeiçoamento e especialização para que sejam articuladas, relacionadas ou previstas no Planos de Carreiras, Cargos e Salário (PCCS).

A universidade possibilitará o desenvolvimento e integração das ações e atividades dentro da política governamental para a área, beneficiando trabalhadores, gestores, conselheiros de saúde e outros profissionais envolvidos em atividades educativas que venham fortalecer e apoiar a implementação do SUS na Bahia.

O programa atenderá a todo o estado, envolvendo uma articulação da Sesab, por meio da Superintendência de Recursos Humanos, via Escola Estadual de Saúde Pública (EESP) e da Escola de Formação Técnica (EFTS), com o Conselho Estadual de Secretários Municipais de Saúde (Cosems), representando os municípios e instituições de ensino que aderirem ao programa e o setor de educação no âmbito estadual. Fonte: AGECOM BAHIA

Nenhum comentário: