BUSCAR

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Novo secretário de Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza assume cargo

Brasileiro na posse (Foto: Manu Dias/AGECOM)

Plenário da Fundação estava lotado (Foto: Manu Dias/AGECOM)


Em solenidade realizada nesta quinta-feira (3), na Fundação Luís Eduardo Magalhães (Flem), no CAB, o novo secretário de Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza do Estado da Bahia, Carlos Brasileiro, assumiu o cargo até então ocupado por Arany Santana. Ao discursar, ele destacou o fortalecimento das ações e criação de novas alternativas aos programas existentes na pasta. “O mais importante é fomentar a transversalidade e intersetorialidade das políticas públicas na Bahia”, disse o secretário.

Carlos Brasileiro enfatizou o aumento dos investimentos para estimular a produção e consumo de leite, além de potencializar mais programas como Nossa Sopa, Trilha, Gerando Renda e Topa. Citou ainda as ações da Fundação da Criança e do Adolescente (Fundac), fortalecendo os núcleos familiares e reinserindo jovens no convívio social e familiar, e o trabalho desenvolvido pela Coordenação de Defesa Civil do Estado da Bahia (Cordec) para atuar de forma preventiva e reduzir áreas de queimadas.

Segundo o secretário, “é fundamental a focalização de políticas nos segmentos mais vulneráveis, buscar convergência entre as ações do governo voltadas para proteção e promoção social, construção de uma matriz de articulação em diferentes órgãos e um cadastro único dos programas sociais”.

Segurança alimentar

Em 2006, o estado ocupava a 6ª posição no ranking do Produto Interno Bruto (PIB) nacional e a 22ª no índice de desenvolvimento humano (IDH) entre os estados brasileiros. Dos 14 milhões de baianos, cerca de 5,3 milhões, ou seja, 38,3% da população viviam em condição de extrema pobreza. Criada em 2007, no primeiro mandato do governador Jaques Wagner, a Secretaria de Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza (Sedes), aliada à estratégia de desenvolvimento econômico e social, permitiu que 1,3 milhão de baianos se livrassem do pesadelo da fome e da carência de alimentos - 1,8 milhão pessoas passaram a ter segurança alimentar.

Atuação no movimento social

Natural do município de Senhor do Bonfim, onde foi prefeito por duas vezes, o novo secretário completa 51 anos nesta sexta-feira (4). Formado em Eletrotécnica pela Escola Técnica Federal da Bahia, ele cursou Engenharia Sanitária na Universidade Federal da Bahia (Ufba) e atuou como funcionário da Caixa Econômica Federal por 28 anos. Também atuou no movimento social por muitos anos, tendo participado de mobilizações pela melhoria do abastecimento de água em sua região.

A ex-secretária Arany Santana, 58 anos, assumiu a pasta em março do ano passado quando nove titulares se desincompatibilizaram para concorrer a cargos eletivos. Licenciada em Letras pela Ufba, foi coordenadora dos Centros Sociais Urbanos do Estado da Bahia e também fundadora do Movimento Negro Unificado (MNU) em Salvador, em maio de 1978. FONTE: AGECOM BAHIA

Nenhum comentário: