BUSCAR

sábado, 19 de março de 2011

OBAMA NO BRASIL

Obama e Dilma durante encontro no Palácio do Planalto (Foto: Raquel Aviani / G1)
Obama e Dilma durante encontro no Palácio do
Planalto (Foto: Raquel Aviani / G1)


Chegou em Brasília às 07 horas da manhã deste sábado, o décimo presidente norte-americano a visitar o Brasil, o presidente Barack Obama chegou ao Aeroporto da capital federal acompanhado da primeira-dama Michelle Obama e das filhas Malia e Sasha para sua primeira visita ao Brasil, quem também veio ao Brasil foi a sogra do presidente,  Marian Robinson, na chegada ao Hotel Royal Tulip em Brasília a família Obama foi presenteada com sandálias Havaianas  com a bandeira do Brasil em uma das tiras.

A presidente Dilma Rousseff chegou por volta de 9h20 ao Palácio do Planalto para recepcionar o presidente dos Estados Unidos, ministros aguardavam a chegada de Obama ao lado da presidente Dilma.

Com atraso em relação à programação oficial, a comitiva do presidente Barack Obama deixou o hotel Royal Tulip, em Brasília, às 10h20, em direção ao Palácio do Planalto.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, chegou às 10h27 ao Palácio do Planalto, onde passa em revista as tropas e sobe a rampa para ser recebido pela presidente Dilma Rousseff e pelo ministro de Relações Exteriores, Antonio Patriota. 

Após passar em revista as tropas, Barack Obama subiu a rampa do Palácio do Planalto e foi recebido por Dilma e Patriota. A primeira-dama dos Estados Unidos, Michelle Obama, já aguardava o presidente norte-americano ao lado de Dilma. O casal foi levado pela presidente para visitar a exposição “Mulheres artistas e brasileiras”, com 80 obras do século 20 de 49 artistas mulheres do Brasil. Depois, Dilma apresentou Obama à delegação de ministros e autoridades brasileiras. Em seguida, os dois presidentes tiveram uma reunião privada e outra ampliada.

O encontro no Planalto terminou com uma declaração conjunta à imprensa, no salão Leste do palácio.Em seu discurso, Dilma ressaltou os laços de amizade com os Estados Unidos, mas cobrou um comércio mundial mais justo, lembrando das barreiras comerciais a produtos brasileiros em áreas em que o país é competitivo, como na produção de biocombustíveis e suco de laranja.

Ao citar as reservas brasileiras de petróleo, Obama disse que os Estados Unidos querem ser um “grande cliente” do óleo brasileiro. Obama disse que vai continuar a trabalhar com o Brasil para discutir as reformas do Conselho de Segurança da ONU, para que ele se torne “mais eficaz, eficiente e representativo”. O presidente dos Estados Unidos também lembrou da situação da Líbia. Ele disse que os Estados Unidos e a Europa vão estudar formas de implementar as resoluções da ONU, que exigiu um cessar-fogo no país. “Nosso consenso é forte e estamos decididos a seguir adiante”, afirmou.

Em momento exclusivo a primeira-dama Michelle Obama falou para 75 estudantes de Brasília no Restaurante Oca da Tribo, ela estava acompanhada das filhas Sasha e Malia e da mãe  Marian Robinson, e assistiram depois da fala apresentações do grupo de capoeira Raízes do Brasil e do grupo de percussão Batalá, formado somente por mulheres. As apresentações faziram parte da agenda cultural organizada pela Embaixada dos Estados Unidos para a visita da primeira-dama ao Brasil. Segundo a assessoria da Embaixada dos Estados Unidos, o objetivo da atividade foi mostrar a Michelle um pouco da cultura brasileira, por meio da dança e da música.

Depois do discurso conjunto, o presidente Obama, deixou o Itamaraty, onde participou de um almoço com a presidente Dilma Rousseff, e seguiu para um encontro com empresários brasileiros e norte-americanos na Cúpula Empresarial Brasil-Estados Unidos.

Em discurso para empresários em Brasília, Barack Obama disse que os Estados Unidos apoiam o maior protagonismo do país na economia mundial. Ele citou o crescimento da relevância internacional do país. Muitos dizem que o Brasil é o país do futuro, então o futuro chegou”, disse, ressaltando que o avanço se deu por trabalho e por competência especialmente dos dois últimos governantes, mencionando os ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva. Obama reclamou que ainda há muitos obstáculos para que os Estados Unidos consigam fazer negócios com a maior economia da América Latina. Segundo ele, entretanto, esta visita pode ajudar a abrir maiores oportunidades e diminuir as barreiras que ainda existem. Obama mencionou que, no encontro com Dilma Roussef, acertaram de reforçar a relação entre os dois países, assinando um diálogo que vai promover cooperação econômica entre Brasil e Estados Unidos.

No almoço os dois presidente conversaram sobre saúde e os investimentos necessários para dar conta dos problemas que tanto o Brasil quanto os Estados Unidos enfrentam nas áreas da saúde e assistência social, entre os convidados do almoço estavam, o vice-presidente da república Michel Temer (PMDB/SP), o presidente do Senado e ex. presidente da república, José Sarney (PMDB/AP), o ex. presidente da república e agora senador por Minas Gerais, Itamar Franco (PPS), o ex. presidente da república Fernando Henrique Cardoso (PSDB) que achou o convite uma gentileza do planalto com sua pessoa e o presidente da Câmara, deputado Marco Maia (PT/RS).

O ex. presidente da república, Lula, que Obama chamou de o cara, foi convidado para o almoço mais recusou o convite alegando compromissos.

Diante do presidente Obama, Dilma disse que a ampliação do Conselho de Segurança é a base de uma  “reforma fundamental” da “governança global”. Em discurso no Palácio do Planalto, ela também afirmou que o que move o Brasil na luta por uma cadeira permanente no órgão decisório não é um “interesse menor”, mas a certeza de que um mundo mais multilateral trará mais paz e harmonia entre os povos.

Depois dos compromissos em Brasília, O presidente Barack Obama, acompanhado da família, embarcou às 18h50, no Air Force 1, na Base Aérea de Brasília para o Rio de Janeiro.

Às 20h14 deste sábado (19) pousou na base aérea do Galeão o avião com a família Obama. O presidente Barack Obama, da mulher Michelle e as duas filhas ficam na cidade até a segunda-feira (21).

No roteiro, uma visita ao Cristo, uma passagem pela Cidade de Deus, e Obama vai discursar no Teatro Municipal. Fonte: G1

A qualquer momento o Blog do Bruno vai voltar com novas informações sobre a primeira visita do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, ao Brasil.

Nenhum comentário: