BUSCAR

quinta-feira, 7 de abril de 2011

PM que baleou atirador disse que ele estava com 'um olhar transtornado'

Sargento Márcio Alves (Foto: Tatiana Regadas Coelho/TV Globo)
Sargento Márcio Alves foi chamado de herói por
Cabral (Foto: Tatiana Regadas Coelho/TV Globo)

O sargento da Polícia Militar Márcio Lopes, que baleou o atirador após ataque na Escola Municipal Tasso da Silveira, prestou depoimento na Divisão de Homicídios, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, na noite desta quinta-feira (7). O depoimento durou cerca de meia hora.

"Ele estava com um olhar transtornado, determinado a continuar aquela chacina" afirmou. O policial disse também que em 18 anos de Polícia Militar nunca tinha visto nada tão trágico.

O ataque, na manhã desta quinta-feira, deixou 11 crianças mortas e 13 feridas.

Lopes contou que cruzou com o atirador quando ele saía de uma sala, no segundo andar, e estava se encaminhando para o terceiro andar.

O polícial disse que o filho dele, de 12 anos, telefonou chorando, assim que ouviu o pai na televisão.

Nenhum comentário: